A ordem econômica e a livre iniciativa

Título: A ordem econômica e a livre iniciativa
Subtítulo: As contradições das teorias socialistas
Autor: F. A. Hayek
Formato: 16×23 cm
Páginas: 272
ISBN: 978-65-5957-114-7
Preço: R$ 59,90

AMAZON 

Descrição

Nesta coleção de ensaios, o Prêmio Nobel Friedrich A. Hayek discute tópicos da filosofia moral e das ciências sociais
aplicados à teoria econômica como diferentes aspectos de uma questão central: mercados livres versus economias socialistas.

Publicados pela primeira vez nas décadas de 1930 e 40, esses ensaios continuam a iluminar os problemas enfrentados num mundo que insiste em testar caminhos que passam pelo coletivismo, pela tutela estatal, entre outros argumentos vinculados a teorias socialistas. Os nomes mudaram, em virtude dos contínuos fracassos dessas teorias, mas as propostas de intervenção estatal continuam a ser oferecidas com novas embalagens, como solução para os problemas do mundo globalizado.

Esta edição inclui as análises do autor sobre a ordem econômica liberal, os problemas enfrentados por economias socialistas, bem como suas derivações surgidas nas últimas décadas, mas que se estruturam pelos mesmos pilares: governos interventores, coletivismo, burocracia estatal, assistencialismo e sustentabilidade global.

O AUTOR F. A. HAYEK (Viena, 1899 / Alemanha, 1992) estudou na Universidade de Viena, onde fez doutorado
em Direito e Ciência Política. Após vários anos no serviço público, foi nomeado diretor do Instituto Austríaco para Pesquisas dos Ciclos Econômicos. Em 1931, atuou como professor de Economia e Estatística na London School of Economics, e em 1950 tornou- se professor de Ciências Sociais e Morais na Universidade de Chicago. Retornou à Europa em 1962 para assumir a cátedra de Economia na Universidade de Friburgo, onde recebeu o título de Professor Emérito em 1967. Membro da Academia Britânica, Hayek foi agraciado com o Prêmio Nobel de Economia em 1974. É autor de mais de 15 livros, entre eles, The Constitution of Liberty and Law e Legislation and Liberty,
que serão lançados pela Avis Rara. Hayek visitou o Brasil por três vezes entre os anos de 1977 e 1981. Em pleno regime militar, foi ignorado tanto pelos governantes quanto pelos intelectuais do país, apesar de ter concedido inúmeras entrevistas à imprensa. Faleceu em Freiburg, aos 92 anos.