Faro Editorial vai publicar best-seller francês sobre a “Psicologia da Estupidez” 15 de março de 2019

“O bom senso é o que há de mais universal no mundo”, escreveu Descartes. Mas e a estupidez? Quer transpire, quer borbulhe; quer goteje, quer se alastre; ela está em toda parte. Sem fronteiras, sem limites. Não há como escapar da estupidez humana.

Com mais de 60 mil de exemplares vendidos na França desde janeiro, a obra chegará ao Brasil pela Faro Editorial, que acaba de vencer um leilão com outras 4 editoras comandado pela Agência Literária, Villas-Boas & Moss. O livro apresenta um panorama de que infelizmente, o mundo nunca ficará livre da estupidez, mas podemos aprender a lidar com ela.

Editado pelo psicólogo e editor chefe do jornal Le Cercle Psy, Jean-François Marmion, o livro conta com textos de Dan Ariely, Antonio Damasio, Pascal Engel, Howard Gardner, Daniel Kahneman, Edgar Morin, e muitos outros.

“Cada um de nós vê, entende e lê estupidez, todos os dias, sem exceção. Ao mesmo tempo, cada um de nós faz, pensa, rumina e fala coisas estúpidas. Todos somos estúpidos ocasionais, que, de tempos em tempos, regurgitamos estupidez sem ligarmos para as consequências. A questão é conscientizar-se e arrepender-se, já que um erro é humano e admiti-lo é meio caminho andado para o perdão. Somos sempre o estúpido de alguém, mas muito raramente de nós mesmos…”, diz o autor na apresentação da obra.

Com ensaios de psicólogos, psicanalistas, filósofos, sociólogos e escritores de diversas partes do mundo, os textos deste livro discorrem sobre a estupidez humana e como é impossível um mundo sem ela. Um estudo divertido, nunca antes realizado, sobre o que é a burrice e como defini-la socialmente.

“Não contente em gerar a infelicidade alheia, o estúpido inoportuno ficará contente consigo mesmo. Inabalável. Imune à hesitação. Certo de estar no seu direito. O imbecil feliz não se importa em perturbar os outros. O estúpido considera suas crenças como verdades gravadas no mármore, embora todo o saber esteja alicerçado na areia. A dúvida enlouquece, a certeza estupidifica, é preciso escolher um lado. O estúpido sabe mais que todo mundo, inclusive o que se deve pensar, sentir, expressar e como se deve votar.”

No Brasil, o livro será lançado no segundo semestre de 2019.